Atualizado 25/11/2017

Após garantia de permanência na Série B, Figueirense empata com o Juventude

Fim da agonia. O Figueirense continua na Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe alvinegra empatou em 0 a 0 com o Juventude, no Alfredo Jaconi. Mas o resultado pouco importou, porque mais cedo, também nesta sexta-feira, o Luverdense não conseguiu seguir vivo na competição e ficou travado no 17º lugar, fechando o bloco do rebaixamento.

 

Sem pretensão no campeonato, o Figueira encerra a participação na Segundona deste ano diante do torcedor. O último jogo de 2017 no Orlando Scarpelli será contra o Paysandu, marcado para as 17h30min de sábado. O Juve se despede desta edição do torneio antes, ao encarar o Santa Cruz às 20h de terça-feira.

 

O empate em 0 a 0 entre Guarani e Luverdense, antes, na abertura da rodada, fez do time do Centro-Oeste o quarto e último rebaixado à Série C. Como o Juventude também não tinha pelo que lutar na classificação, a partida começou arrastada, em baixa intensidade. Aos nove, João Paulo arriscou de fora e o goleiro pegou. Foi o único arremate alvinegro na direção do gol na etapa inicial.

 

O Ju então foi para cima e começou a empilhar arremates. Chegou a balançar as redes aos 19, mas o impedimento foi assinalado. Uma chance clara que por pouco acabou em gol dos mandantes foi aos 35. Saulo afastou mal um cruzamento e Tiago Marques mandou o tijolo que passou lascando o travessão, a melhor das seis finalizações alviverdes.

 

Com Marquinhos na zaga e um pouco mais de vontade, o Figueirense teve duas tentativas antes dos 10 minutos do segundo tempo. Jorge Henrique quase surpreendeu em cruzamento que tomou o caminho do gol e Henan arrumou espaço entre os marcadores e chutou para a defesa de Matheus. Aos 13, quase a rede balançou. Saulo fez uma grande defesa em cabeçada de Micael e, no rebote, Tiago Marques soltou a bomba para que Pereira, em cima da linha, rebatasse para fora.

 

O Figueira devolveu com um tiro forte de João Paulo na frente da área, mas Matheus espalmou. Logo depois, o time preto e branco teve o segundo gol anulado por impedimento, corretamente. Com a chuva que caiu no último terço da etapa, a partida decaiu em ritmo e terminou como começou: placar fechado e Figueirense livre do rebaixamento. 

 

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE - 0
Matheus; Bruno Ribeiro, Micael, Maurício e Pará; Mateus Santana, Diego Felipe, Wallacer (Wesley Natã), Felipe Lima (Yago) e  Ramon (João Paulo); Tiago Marques. Técnico: Antônio Carlos Zago.
FIGUEIRENSE - 0
Saulo; Pereira, Naylhor (Marquinhos), Henrique Trevisan e João Lucas; Zé Antônio, Dudu Vieira, Renan Mota (Ferrugem), Jorge Henrique e João Paulo (Guilherme Lazaroni); Henan. Técnico: Milton Cruz. 
CARTÕES AMARELOS: Diego Felipe, Pará e Wesley Natã (J). Zé Antônio (F)
ARBITRAGEM: Dyorgines José Padovani de Andrade, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti (trio do ES). 
BORDERÔ:  2.414 torcedores, para uma renda de R$22.310,00.
LOCAL: Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)..

Fonte: Diário Catarinense
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções