Atualizado 12/03/2018

Argel vê domínio do Criciúma sobre a Chape e afirma: "O mais justo seria o 1 a 1"

Argel destaca Criciúma no caminho certo mesmo após derrota para a Chape-Foto: Caio Marcelo / Especial / Especial

 

"O mais justo seria o 1 a 1". Essa foi a visão do técnico Argel Fucks logo após a derrota por 1 a 0 do Criciúma para a Chapecoense na noite de quarta-feira, na Arena Condá, pela 12ª rodada do Campeonato Catarinense. Para o comandante do Tigre, o Verdão do Oeste apostou na retranca, enquanto o Tigre teve o domínio e poderia ter conseguido ao menos um ponto.

 

– A nossa equipe fez uma grande partida, mas o resultado não foi o esperado. O Luiz não fez uma defesa em 90 minutos. Atuamos com três atacantes e o adversário com três volantes. Ficamos com a bola nos pés, rodamos, mas não tivemos um poder ofensivo grande. Ditamos o ritmo e a Chapecoense ficou na roda. O mais justo seria o 1 a 1, pois tivemos a bola que nos daria o empate no último lance, mas o Jandrei fez a defesa da noite – disse Argel. 

 

Apesar de não ter conquistado nenhum ponto na rodada, o treinador se disse feliz pelo que o time demonstrou em campo diante de uma equipe que disputa a vaga na final. De acordo com Argel, o Criciúma está no caminho certo.

 

– Fico triste pelo resultado, mas contente pela exibição. Temos uma postura de time, compacto e com uma defesa de qualidade, que sabe jogar. Fizemos uma partida boa e até parecia que o Criciúma jogou em casa, tamanho foi o domínio que tivemos. E se a gente jogar 10 partidas assim, vamos ganhar nove e perder um, que foi essa de hoje. Não criamos, mas controlamos e não sofremos em momento algum  – completou.

 

Com 12 pontos, o Criciúma ainda luta pela permanência na elite do Catarinense. O time volta a campo no domingo, às 20h, quando recebe o Tubarão, no Heriberto Hülse. O confronto é tratado como decisivo, uma vez que o Peixe aparece com 16 pontos na competição.

Fonte: Diário Catarinense
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções