Atualizado 06/04/2018

Pesquisa mostra que 86% avaliam de forma neutra ou positiva a Polícia Militar de SC

Estudo da Udesc mostra que 13,7% dos entrevistados tem uma imagem negativa da instituição

Foto: Guto Kuerten / Agencia RBS

 

Um estudo realizado pela Universidade Estadual de Santa Catarina (Udesc) revelou que as pessoas têm uma percepção mais positiva do que negativa com relação à nossa Polícia Militar. A pesquisa foi apresentada na sede da PM nesta quarta-feira (04), em Florianópolis, e mostrou que 16,97% dos entrevistados avaliaram bem a instituição. A resposta neutra somou 69,32% das respostas, e 13,7% tem uma imagem ruim da instituição. 

 

Sendo assim, 86,29% dos entrevistados não reprovam o trabalho da PM. As palavras mais repetidas por este grupo de pessoas foram 'heróis', 'segurança' e 'confiança'. Já os que avaliaram mal usaram os termos 'abuso de poder', 'opressão' e 'incompetência'.

 

O trabalho é das professoras Aline Regina Santos e Ana Paula Grillo Rodrigues, do curso de administração pública da Udesc. Ana Paula explica que a ideia desse levantamento surgiu justamente pelo desconhecimento dos agentes sobre a avaliação que as pessoas têm da instituição.

 

— Como um gestor vai trabalhar em cima de algo que ele não sabe? Qual a imagem que tem essa polícia? Então, a partir dessa imagem, a gente pode criar ferramentas de gestão. Como a polícia vai atuar, como os comandantes de batalhões vão atuar para melhorar essa imagem. 

 

O coronel Araújo Gomes, comandante-geral da Policia Militar catarinense, explica que, com base nos dados dessa pesquisa, serão tomadas políticas para reverter as avaliações negativas e migrar os neutros para o campo positivo. Estiveram na apresentação desta quarta profissionais da área de ensino, treinamento, operacional, emergência e comunicação social. Segundo o coronel, cada setor desses irá analisar os números e propor soluções. Sobre a avaliação positiva ter sido superior, o comandante lista quatro motivos nos quais acredita.

 

— Primeiro, que a história da polícia de Santa Catarina é de proximidade com a comunidade. Segundo, o perfil do policial catarinense é diferenciado. Nós tivemos, nos últimos 6 anos, uma renovação de mais de 40% do nosso efetivo, com policias mais jovens, que já ingressaram com nível superior, com uma formação eclética, e que passaram por um treinamento diferenciado, que torna ele um projetor de imagem melhor para nós. Terceiro, Ele está empoderado por ferramentas que aumentam a resolutividade quando acionado, como o programa mobile. E por último, porque há um clamor da sociedade por segurança, e a projeção das nossas ações mostram que estamos bem intencionados.

 

Participaram da pesquisa 1.033 participantes que responderam o questionário online. Outas 355 pessoas foram ouvidas aleatoriamente nos arredores da Praça XV. 

Fonte: Diário Catarinense
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções