Atualizado 27/06/2018

Processos que levavam dez dias no Detran vão demorar dez minutos

 

O convênio assinado ontem entre o governo do Estado e despachantes de Santa Catarina concedeu a autorização para que, nos processos de transferência de veículos, os certificados de registro e licenciamento de veículo (CRLV) possam ser emitidos por escritórios de despachantes. O evento ocorreu no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis. A partir de agora, os próprios despachantes vão poder agilizar o serviço, sem a necessidade do aval do Detran.

 

O serviço será opcional, ou seja, o condutor não tem obrigação de ir até um dos 800 pontos de despachantes e pode continuar procurando os 86 Ciretrans locais. Caso o motorista opte pelo despachante, o tempo de impressão do novo documento pode deve levar até 10 minutos depois dos pagamentos das taxas. Hoje, em alguns casos, chega a 10 dias.

 

Pelo convênio, os escritórios darão entrada na documentação e registrarão dentro do sistema do Detran após a vistoria que o próprio motorista deve realizar. Além do valor pago ao Estado, o condutor também terá a taxa de cada despachante.

 

Torcida

O presidente da Associação de Despachantes do Estado de Santa Catarina (Adotesc), Osnildo Osmar Silveira, conhecido como Silveirinha, transformou o auditório em um estádio de futebol. Chamado ao palco do teatro pelo cerimonialista, pediu aos despachantes que lotaram o auditório para se levantarem e aplaudirem o ato.

 

Saia justa

No seu discurso, Silveirinha deixou o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) em uma clara saia justa. Passou a nomear deputados e federais que segundo ele ajudaram no pleito da associação. Depois, pediu em meio à fala para que Pinho Moreira deixasse todos os parlamentares discursarem por dois minutos. Sentado na plateia, o governador acenou aceitando, mas depois o deputado federal Ronaldo Benedet foi designado para falar por todos os parlamentares presentes.

 

Campanha

No mesmo evento o governo lançou a campanha “Mais Segurança no Trânsito”. O foco da campanha serão as motocicletas. Em 2017, os cinco principais hospitais de Santa Catarina atenderam mais de 5,7 mil acidentes envolvendo motocicletas, uma média de 477 por mês.

Fonte: Diário Catarinense
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções