Atualizado 13/03/2018

Temer participa de evento pelo Dia da Mulher e afirma que Constituição prevê 'direitos e deveres' iguais

Presidente incentivou secretária nacional de Políticas para as Mulheres a empunhar 'bandeira' pelo cumprimento da Constituição. 'Tem apoio do presidente da República', disse à secretária.

Em rápida participação em um evento pelo Dia Internacional da Mulher no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira (8), o presidente Michel Temer afirmou que, segundo a Constituição, “homens e mulheres são iguais em direitos e deveres”.

 

O presidente incentivou a secretária nacional de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, a empunhar a “bandeira” em favor da mobilização pelo “cumprimento” da Constituição.

 

Temer participou da celebração acompanhado da primeira-dama Marcela Temer. O encontro ocorreu no auditório de um dos prédios anexos do Palácio do Planalto e teve palestras da advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça, e da professora Kátia Moraes, que desenvolve projeto de balé no Distrito Federal. Grace é a primeira mulher a comandar a AGU.

 

A presença do presidente no evento não constava na primeira versão da agenda divulgada pela assessoria de Temer. Segundo o Planalto, a participação do presidente já estava prevista, porém não foi citada na agenda porque se tratava de um “evento interno” da Presidência.

 

Temer entrou no auditório ao lado de Marcela, que fez uma fala de boas-vindas e parabenizou as servidoras do governo e convidadas pelo Dia Internacional da Mulher.

 

Temer com a primeira-dama Marcela em evento pelo Dia da Mulher no Palácio do Planalto (Foto: Marcos Corrêa / PR)

Temer com a primeira-dama Marcela em evento pelo Dia da Mulher no Palácio do Planalto (Foto: Marcos Corrêa / PR)

 

O presidente entregou um buquê de flores para uma funcionária e fez um discurso rápido, no qual agradeceu o “apoio extraordinário” de servidoras que trabalham no Planalto.

 

Na fala, Temer destacou que o “noticiário” mostra que “mulher ganha menos do que homem em todos os setores”. Ele declarou que a Constituição prevê os mesmos direitos e deveres para homens e mulheres.

 

“A Constituição Federal diz que que homens e mulheres são iguais em direitos e deveres. Hoje, a regra é: homens e mulheres são iguais em direitos e deveres”, disse.

 

O presidente incentivou Fátima Pelaes a liderar a mobilização por direitos iguais, sem distinções.

 

“Invoca [Fátima] o texto constitucional e diz: 'Olha, tem apoio do presidente da República e nós queremos o cumprimento do texto constitucional'. Essa é uma mobilização muito boa para as mulheres do Brasil”, afirmou.

 

 

Ministra

 

A ministra Grace Mendonça afirmou após o evento mencionou o próprio exemplo e disse que "devagarzinho" a mulher ocupa espaço.

 

"O caminho é o trabalho mesmo, o caminho é o estudo, o caminho é a dedicação. Então, eu acho que o fato de se ter à frente da Advocacia-Geral da União uma mulher de carreira, para nós é motivo de muita alegria, e sabemos que são passos que são dados para também o fortalecimento desse papel da mulher na sociedade. Devagarzinho, a mulher vai ocupando os seus espaços", declarou.

Fonte: G1.globo.com
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções