Atualizado 20/03/2019

Abastecimento de água em Balneário Camboriú será insuficiente até 2027

Um estudo feito pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável revelou um cenário alarmante quanto ao abastecimento de água em Balneário Camboriú e Camboriú. O levantamento mostra que o ritmo de crescimento urbano e industrial das duas cidades, que são abastecidas pelo Rio Camboriú, levará a um colapso até 2027.

 

Urbanização e falta de saneamento, que prejudica a qualidade da água, são apontados como causas do problema. Hoje, a média de consumo é de 1,3 metros cúbicos por segundo. Em quatro anos, o volume passará para 1,5 metros cúbicos por segundo, e para 1,9 em oito anos – um cenário classificado como “insustentável”.

 

O levantamento afirma que a construção do parque inundável de Camboriú, que divide opiniões entre os vereadores, é necessária para protelar o colapso. Mas não será suficiente para evitá-lo, diante do aumento de consumo.

 

O estudo propõe uma série de investimentos, avaliados em R$ 424 milhões, a serem aplicados pelos próximos 10 anos para melhorar as condições do Rio Camboriú e a capacidade de abastecimento. As ações envolvem desde a melhoria do saneamento até o controle de crescimento da indústria.

 

Parte das ações propostas no estudo deveria ser executada ainda no primeiro semestre deste ano, como investimentos para uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) em Camboriú, e início de instalação da rede – algo que deve ser feito em parceria com Balneário Camboriú, mas ainda não tem prazo para sair do papel.

 

Inquérito no MPSC

 

O cenário de urgência no abastecimento de água acendeu o sinal de alerta no Ministério Público. Nesta segunda-feira (11) o promotor Isaac Guimarães, da 5ª Promotoria de Justiça de Balneário Camboriú, recebe representantes dos dois municípios para tratar sobre as ações que estão sendo tomadas para evitar o colapso. O caso é alvo de um inquérito.

Fonte: Nsctotal.com.br
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções