Atualizado 25/01/2019

Bolsonaro chega à Suíça para participar do Fórum Econômico Mundial

Presidente desembarcou em Zurique, primeira parada antes de Davos.

O presidente Jair Bolsonaro chegou à Suíça no fim da manhã (horário de Brasília) desta segunda-feira (21). Ele desembarcou em Zurique, primeira parada antes de Davos, cidade onde vai participar do Fórum Econômico Mundial.

 

Esta é a primeira viagem internacional de Bolsonaro como presidente. Ele foi à Suíça acompanhado dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), da Economia (Paulo Guedes), Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional). O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, também embarcou para Davos.

 

O Fórum Econômico Mundial será realizado entre terça (22) e sexta-feira (25) e reunirá cerca de 250 autoridades do G20 (grupo que reúne as 20 principais economias do mundo) e de outros países.

 

No fórum, os líderes mundiais discutirão uma agenda econômica global, regional e industrial comum. O encontro deste ano tem como tema "Globalização 4.0: moldando uma arquitetura global na era da quarta revolução industrial".

 

Os representantes brasileiros, de acordo com o governo, tentarão destacar a importância da reforma da Previdência Social para as contas públicas.

 

Buscarão, também, ampliar a participação do comércio exterior no Produto Interno Bruto (PIB), tentando mostrar que o Brasil tem ambiente favorável aos negócios.

 

Fórum Econômico 2019

 

 

A edição deste ano do fórum em Davos vai se basear em cinco princípios:

 

 

  • o diálogo é crítico e deve ser baseado em múltiplas partes interessadas;
  • a globalização deve ser responsável e responder aos interesses regionais e nacionais;
  • a coordenação internacional deve ser alavancada na ausência de cooperação multilateral;
  • enfrentar os maiores desafios globais requer esforços colaborativos de empresas, governo e sociedade civil;
  • o crescimento global deve ser inclusivo e sustentável.

 

 

O texto de apresentação do Fórum destaca que a reunião deste ano será promovida em um "contexto de incertezas, fragilidades e controvérsias sem precedentes", em meio a um mundo preocupado na gestão de crises.

Fonte: g1.globo.com
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções