Atualizado 27/11/2018

Brasil x Uruguai: Tite escala ataque em modelo Klopp e dá novo nome a Firmino: "Verdadeiro 9"

Tite não esconde sua admiração por Jürgen Klopp. Embora reconheça o futebol do Manchester City, de Pep Guardiola, como o mais bonito do mundo, o técnico da seleção brasileira repete elogios ao Liverpool do alemão. Tanto que uma das metas do amistoso contra o Uruguai, nesta sexta-feira, é fazer seu ataque funcionar tão bem como o de Klopp, com Firmino como “verdadeiro 9”.

 

Essa foi uma nomenclatura que Tite adotou pela primeira vez em entrevista ao GloboEsporte.com, na semana passada, para demonstrar sua admiração pela versatilidade do atacante da Seleção. Considerado “falso 9”, como se chama centroavantes que saem da área para participar da construção ofensiva e criam espaços aos companheiros, Firmino é um dos protagonistas desse Liverpool que tanto enche os olhos de Tite.

 

– Klopp faz um trabalho extraordinário, é bonito ver jogar, como ele verticaliza. Mesmo perdendo jogadores como Coutinho, mantém o alto nível e reorganiza a equipe – disse Tite na última quinta-feira, véspera do amistoso.

 

Tite em coletiva da seleção brasileira — Foto: Reuters

Tite em coletiva da seleção brasileira — Foto: Reuters

 

Se no Liverpool Firmino cria buracos para Mané e Salah aproveitarem, no Brasil os beneficiados maiores podem atender pelos nomes de Douglas Costa e Neymar. Ter dois jogadores velozes e que costumam atuar em direção ao gol é uma necessidade, na visão de Tite, para preencher essas lacunas abertas pelo “verdadeiro 9”.

 

"Se tu traz o Firmino, ele joga dentro da área e sai para fazer combinações inteligentes. Chamam de falso 9, mas para mim é verdadeiro 9", analisou Tite.

 

 

 

Provável escalação da seleção brasileira para enfrentar o Uruguai — Foto: GloboEsporte.com

Provável escalação da seleção brasileira para enfrentar o Uruguai — Foto: GloboEsporte.com

 

Nessa “emulação”, Neymar é como se fosse Salah, ambos mais técnicos e pensadores, enquanto Douglas Costa se assemelha a Mané.

 

Tite não espera que as equipes se comportem da mesma maneira, até porque, principalmente no meio-campo, têm jogadores de características diferentes. Mas tem em Klopp um bom modelo de “jogar bem”, exigência que tem repetido há mais de dois anos na seleção brasileira.

 

BRASIL x URUGUAI

 

Local: estádio do Arsenal, em Londres
Data e horário: sexta-feira, às 18h (de Brasília)
BRASIL: Alisson, Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Walace, Arthur e Renato Augusto (Paulinho); Douglas Costa, Neymar e Firmino. Técnico:Tite.
Reservas: Ederson, Gabriel Brazão, Fabinho, Dedé, Pablo, Alex Sandro, Allan, Paulinho (Renato Augusto), Rafinha, Willian, Richarlison e Gabriel Jesus.
URUGUAI: Campaña, Mathias Suárez, Cáceres, Velázquez e Laxalt; Torreira, Vecino, Bentancur e Carlos Sánchez; Cavani e Luis Suárez. Técnico: Oscar Tabárez
Arbitragem: Craig Pawson, auxiliado por Steve Child e Ian Hussin (todos da Inglaterra)

Fonte: Globo.com
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções