Atualizado 09/08/2018

Grêmio sucumbe à intensidade do Estudiantes e tem "branco" após sofrer gol

Atual campeão da Libertadores, o Grêmio não honrou seus últimos resultados na competição. Saiu em desvantagem nas oitavas de final ao perder para o Estudiantes por 2 a 1, no estádio Centenário, do Quilmes, e precisa vencer na Arena, embora o gol de Kannemann tenha deixado o Tricolor vivo para o jogo de volta.

Na noite desta terça-feira, o clube gaúcho se perdeu após levar um golaço no início da partida, do jovem Apaolaza, e demorou a se encontrar novamente. Sofreu um "branco", como disse Renato Gaúcho após o jogo, e pareceu congelado na fria noite na Argentina.

 
Apagão!

 

O técnico Renato Portaluppi justificou o desempenho abaixo com um "apagão, um branco". Logo em um grupo acostumado a decisões, algo anormal. Mas a intensidade dos jovens do Estudiantes colocou o Grêmio em maus lençóis, especialmente no primeiro tempo, em uma atuação considerada ruim pelos jogadores, após uma chance perdida por André – um minuto antes do gol de Apaolaza, em chute da entrada da área.

– Deu um apagão, digamos assim, na nossa equipe. Nos primeiros 15, 20 minutos, depois começamos a controlar as coisas e fizemos o gol no final do primeiro tempo. Deu uma tranquilidade. No intervalo corrigi algumas coisas que estavam errads, passei confiança. Um gol fora vale bastante. O adversário teve seus méritos. Temos mais 90 minutos na Arena e a história vai ser outra – garantiu Renato, em entrevista coletiva.

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções