Atualizado 05/10/2018

Nove 'modinhas' da Internet nos anos 2000

Quem nunca mandou uma indireta pelo subnick do MSN com uma música? Ou usou um nome cheio de caracteres diferentes no Orkut?

Quem viveu a Internet dos anos 2000 se lembra de alguns hábitos peculiares dos usuários da época. A web era um mundo muito diferente do que temos hoje: o Orkut era a rede social dominante no país, o MSN era o mensageiro favorito, o acesso à rede móvel era quase inexistente e as webcelebridades vinham dos blogs.

 

 

Ver no Flogão várias selfies no espelho com câmera digital ou receber slides inspiradores por e-mail, por exemplo, faziam parte do cotidiano desse ambiente. Relembre (ou conheça), a seguir, nove “modinhas” da Internet que todo mundo seguia na década passada.

 

 

1. Caracteres diferentes nos nomes das redes sociais

 

Nas redes sociais populares nos anos 2000, era comum encontrar páginas com nomes escritos em caracteres especiais. αs ℓєτrαs ρσ∂iαм ƒicαr αssiм ou ครร¡м, pσя εxεмpłσ. oxıɐq ɐɹɐd ɐçǝqɐɔ ǝp oɯsǝɯ éʇɐ no. Os usuários do Orkut, Flogão e MySpace queriam se diferenciar, deixar o visual de seus perfis mais bonitos e exclusivos, e o que não faltava era criatividade.

 

O MSN, que não era uma rede social, mas o programa de bate-papo mais usado, também vivia cheio de “nicks” — como eram chamados os nomes usados pelas pessoas — compostos desse jeito.

 

Muitos usuários do Orkut usavam nomes com letras diferentes — Foto: Reprodução/Barbara Mannara

Muitos usuários do Orkut usavam nomes com letras diferentes — Foto: Reprodução/Barbara Mannara

 

 

2. Comunidades no Orkut para expressar uma identidade

 

Outra forma de marcar sua identidade no Orkut era sair participando de mil e uma comunidades. Esses grupos, que faziam parte da estrutura da rede social mais popular do Brasil na época, eram espaços para discussões de temas específicos. Com o tempo, porém, se tornaram muito mais uma maneira de dizer ao mundo o que você pensa, do que gosta e o que não gosta, além de fazer piadas infames.

 

 

comunidade-no-orkut — Foto: Reprodução/Orkut

comunidade-no-orkut — Foto: Reprodução/Orkut

 

Tinha de tudo. Relembre algumas das mais memoráveis: “Eu odeio acordar cedo”, “Queria sorvete, mas era feijão”, “Sou legal, não tô te dando mole”, “Eu amo chocolate”, “Detesto erros de digitassão”, “Vodka: connecting people”, “Imagina se pega no olho?”.

 

3. Mandar indiretas publicando letras de música

 

Esse é um clássico do MSN, mas a prática podia ser vista em redes sociais também. No programa de mensagens, ao lado do “nick” (nome de usuário), havia o “subnick”, um pequeno espaço para o usuário colocar o texto que quisesse. A galera não perdia a oportunidade de mandar uma indireta para o crush ou um amigo. Assim, muitas vezes, trechos de letras de músicas eram cuidadosamente escolhidos para cumprir esse papel.

 

 

MSN tinha nicks e subnicks criativos — Foto: Reprodução/MSN

MSN tinha nicks e subnicks criativos — Foto: Reprodução/MSN

 

 

4. Selfie no espelho feita com câmera digital

 

Na década passada, os smartphones estavam apenas engatinhando. Câmera frontal no celular? Nem pensar. Com sorte, você tinha uma câmera de 1 ou 2 MP na traseira do aparelho e não uma terrível VGA. Em um tempo em que o termo “selfie” sequer existia, a sensação era tirar fotos do próprio reflexo no espelho com aquelas câmeras digitais compactas. Quase todo adolescente postava alguma imagem desse tipo no Flogão ou no Orkut.

 

Nada de selfie com câmera frontal: nos anos 2000, elas eram tiradas com câmera digital em frente ao espelho — Foto: Pond5

Nada de selfie com câmera frontal: nos anos 2000, elas eram tiradas com câmera digital em frente ao espelho — Foto: Pond5

 

5. Usar blogs como diários

 

Os anos 2000 foram a era de ouro dos blogs. Na chamada "blogosfera", havia páginas com todo tipo de tema e alguns blogueiros começaram a ficar famosos. Muitas pessoas, porém, faziam de seus blogs pessoais verdadeiros diários abertos. Contavam ali os dramas e felicidades de suas vidas, recebiam comentários e até faziam amigos. Afinal, fazer um site do gênero e postar conteúdo tinha se tornado finalmente bem simples, acessível a qualquer usuário de Internet.

 

Blogger é uma das mais populares ferramentas de blog — Foto: Camila Peres/TechTudo

Blogger é uma das mais populares ferramentas de blog — Foto: Camila Peres/TechTudo

 

 

6. Fóruns de bandas, jogos, séries, filmes

 

Os fóruns de temas específicos são outra categoria de site popular naquela época, em especial antes do crescimento do Orkut e do Facebook. Quem era fã de uma série de TV, de uma saga de livros e filmes, de um game ou de um cantor, por exemplo, podia se juntar a seus pares em algum fórum. Lá, as pessoas participavam de debates, trocavam fotos e notícias, faziam jogos e brincadeiras e até formavam novas amizades. Tudo, normalmente, sob um “nick” que não era seu nome verdadeiro e um “avatar” que não era uma foto sua.

 

Havia muitos fóruns de sagas famosas como Harry Potter — Foto: Reprodução

Havia muitos fóruns de sagas famosas como Harry Potter — Foto: Reprodução

 

7. Compartilhar vídeos engraçados por e-mail

 

Os mais jovens que hoje chegam no YouTube e dão play no que quiserem talvez não tenham noção da dificuldade que era assistir a um vídeo online no começo dos anos 2000. A baixa velocidade das conexões não permitia um streaming tranquilo de clipes ou músicas, tanto que não havia tantas plataformas com esses serviços. O próprio YouTube só surgiu em 2005 e ficou popular mesmo mais para o fim da década.

 

Vídeos cômicos como 'A História do Mamute' circulavam pelos e-mails dos anos 2000 — Foto: Reprodução/TechTudo

Vídeos cômicos como 'A História do Mamute' circulavam pelos e-mails dos anos 2000 — Foto: Reprodução/TechTudo

 

O jeito era mandar aquele vídeo engraçado para os amigos por e-mail. Sim, como arquivo anexado. As pessoas baixavam o vídeo em uma resolução duvidosa, assistiam, se divertiam e passavam adiante. Alguns dos primeiros vídeos virais, como “Batima na feira da fruta” e “A história do mamute”, foram propagados assim. Charges animadas de sites humorísticos da época também eram super comuns.

 

8. Compartilhar PPTs inspiradores por e-mail

 

Além dos vídeos, apresentações de PowerPoint também inundavam as caixas de e-mail dos internautas. Os slides geralmente tinham teor de inspiração, com histórias bonitas e lições de moral. Eram mensagens em formato PPT compostas por textos coloridos e imagens, com direito aos clássicos efeitos de transição do programa da Microsoft.

 

Apresentações de PowerPoint com mensagens inspiradoras costumavam ser enviadas por e-mail — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

Apresentações de PowerPoint com mensagens inspiradoras costumavam ser enviadas por e-mail — Foto: Carolina Ochsendorf/TechTudo

 

9. Usar a Internet para mandar SMS grátis

 

Antes do 3G e do WhatsApp, a troca de mensagens por celular ficava restrita ao SMS. As taxas de envio, no entanto, não eram muito baratas. Não dava para ter uma conversa fluida e completa sem se preocupar com a conta ou com os créditos. Pensando nisso, alguns sites ofereciam serviços de envio gratuito de SMS pelo computador. Os próprios sites oficiais de algumas operadoras aderiram à função depois. Os usuários adoravam e aproveitavam para mandar mensagens à vontade.

Fonte: Tech Tudo
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções