Atualizado 23/05/2019

Santa Catarina registra atos em defesa da educação

Manifestantes de Santa Catarina protestaram na tarde desta quarta-feira (15) contra o corte de recursos para a educação anunciado pelo governo federal. Florianópolis, São Miguel do OesteBlumenauJoinvilleJaraguá do SulCriciúma e Camboriú tiveram atos nesta tarde.

 

Pela manhã, houve protestos em FlorianópolisItajaíBlumenauSão Francisco do SulCamboriúLagesJoinvilleConcórdia e Chapecó.

 

Na capital catarinense, por volta das 13h30, estudantes e professores saíram da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) saíram em caminhada pelas ruas da cidade (veja vídeo acima). De acordo com a organização, cerca de 30 mil pessoas participam dos protestos. A Polícia Militar afirmou que foram aproximadamente 20 mil manifestantes.

 

O protesto terminou por volta das 19h30 no Terminal de Integração do Centro (Ticen). A Avenida Paulo Fontes foi liberada às 19h15.

 

Florianópolis

 

Milhares de pessoas se deslocaram nesta tarde da UFSC, no bairro Trindade, em protesto pelas ruas da capital catarinense. Outro grupo estava desde o início da tarde concentrado na Catedral Metropolitana de Florianópolis.

 

No início do ato, os universitários bloquearam uma faixa do trânsito sentido Centro na Avenida Lauro Linhares. O grupo seguiu em protesto pelo bairro Itacorubi. A Avenida Beira-mar Norte, na região central, foi parcialmente fechada para o ato. Às 15h, eles estavam na altura do bairro Agronômica. Na sequência, ocuparam a Avenida Mauro Ramos, no Centro.

 

Houve concentração dos manifestantes das universidades com as pessoas que já aguardavam no Centro e às 16h uma nova caminhada foi iniciada. Às 17h, parte do grupo estava no Ticen e outra seguia pela Rua Tenente Silveira, no Centro. A Avenida Paulo Fontes ficou fechada nos dois sentidos.

 

Às 18h, um grupo permanecia em frente ao Ticen e outro, na Praça Tancredo Neves, em frente à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

 

A Polícia Militar interrompeu o tráfego de veículos em vias paralelas aos locais de ato na cidade.

 

 

Fonte: g1.com
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções